The true sign of intelligence is not knowledge but imagination. Albert Einstein

The only source of knowledge is experience. Albert Einstein

Success is not final, failure is not fatal: it is the courage to continue that counts. Winston Churchill

Slider

Além de utilizar o SIMET Box em suas redes, analistas de rede poderão sugerir melhorias para identificação de problemas no tráfego

O Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br) acaba de dar mais um passo importante para o monitoramento do tráfego internet no Brasil. Além dos software do serviço SIMET, que mede a qualidade e velocidade da sua conexão de banda larga, a análise do tráfego feita através do hardware Simet Box entra em uma nova fase, com a liberação do código do programa que equipa as caixinhas para querovedores, programadores e usuários possam baixá-lo e instalá-lo em seus roteadores.

O objetivo é melhorar a qualidade da análise da conexão que está sendo entregue aos usuários onde o equipamento foi instalado, considerando  não apenas os testes de vazão TCP e UDP, Jitter, latência e perda de pacotes, como também testes de DNS (tempo de resposta, respeito ao campo TTL, validação de DNSSEC, suporte a IPv6 e domínios inexistentes), gerência da porta 25, respeito a BCP-28 e tempo de entrega e traceroute a partir de dados da análise Top 10 Alexa, entre outros.

Portanto, além dos testes de velocidade de Internet, o uso do Simet Box ajuda a controlar o tráfego mensal (muito importante para garantir que você não excedeu sua franquia), testar regularmente a saída de tráfego, para saber se o IP usuado é o que deveria ser, medir o tempo de resposta dos servidores DNS para saber se estão bem configurados, e por aí vai.

"Através dele, um administrador de rede pode saber, por exemplo, se um sistema autônomo está seguindo as recomendações de melhores práticas operacionais.  Algo que aumenta a segurança da rede como um todo, facilitando a identificação e o combate a ataques [promovidos por botnets", explica Milton Kaoru Kashiwakura, Diretor de Projetos Especiais e de Desenvolvimento do NIC.br.

Outros testes estão em desenvolvimento e em breve serão disponibilizados através do mecanismo de atualização automática existente.

Com o aumento na quantidade de usuários do Simet Box, o NIC.br espera aumentar a quantidade de medições e, consequentemente, a riqueza de dados sobre a qualidade da conexão à Internet nas diferentes localidades do Brasil.

Hoje, a caixinha distribuída pelo próprio NIC.br para voluntários (usuários finais, pessoa física ou jurídica) está ativa em três mil pontos. "Buscamos uma distribuição maior", comenta.

O código liberado por ser instalado em roteadores facilmente encontrados no mercado. A lista de equipamentos compatíveis está disponível no site do serviço. Há modelos mais sofisticados e mais simples. Os mais simples custma, em média, R$ 60 e os mais sofusticados, R$ 130.

Os resultados dos testes são armazenados pelo NIC.br (de forma anônima, sendo imposs'vel identificar o usuário) e disponibilizados online por meio do Mapa de Qualidade da Internet.

A partir da instalação do software, o roteador passará a fazer medições a cada três horas, permitindo ao usuário e administrador de rede visualizar como a sua conexão está se comportando ao longo do dia, por meio de um dashboard. Os usu'rio também podem fazer o download do histórico das medições e exportação dos dados, porém devem manter-se atentos a atualizações do sistema, que serão disponibilizadas no site do SIMET.

A iniciativa permite ainda que estudantes, profissionais da área e demais interessados em software livre aprendam com a leitura do código, tirem dúvidas e acompanhem a evolução do SIMET Box desde o início. O NIC.br manterá um fórum para discussões sobre o sistema em github.com/simetnicbr.

O código-fonte do SIMET Box está disponível no endereço: http://simet.nic.br/simetbox.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Designed by THE GOAT BLOG | VIRTUS JUNXIT MORS NON SEPARABIT | 1999.